Real Flying Experience

Acabei de receber um mail com este titulo. O primeiro vento que me passou pela cabeça foi que seria um coisa tipo andar num helicóptero descapotável para sentir na cara a sensação de voar.

Foi um instante só. Depois entrou em acção a casca de macaco velho. Quem se dá ao trabalho de dizer que é Real, é porque não é Real.

Ao mostrar uma coisa azul ninguém diz se presta ao ridículo de dizer que é azul.

Mas dizer que é verdade o que é mentira, é normal
E seria uma desconsideração não se darem ao trabalho de me convencer que é verdade o que é mentira.

Já me estou a desviar. Já ia começar a falar nas merdas que decidem parte das nossas vidas.

A primeira frase a seguir ao titulo do email que recebi é “Experience the real flight from your own computer”
Suponho que eles estejam sugerir atirar-me dum avião sentado no portátil.

Isto de alguma forma tem a ver com o que estava a pensar no outro dia. Não só as máquinas substituem as relações humanas, como vão substituir a realidade.

Desde há muito que se fala em realidade virtual. Mas alguém parou um bocadinho a pensar o que isso quer mesmo dizer? É uma realidade que não é real. Em conversas ouço pessoas a dizer meio a brincar (por enquanto) que com
o google street view etc, dá para ver como são os sítios quase como se estivessem lá, não vale a pena gastar tempo e dinheiro para ir. Vê-se no computador com vista aumentada em 360º.

Que tal pegar num embrião e põ-lo num casulo onde desfila pelos seus sentidos a realidade?

Bom paremos com o desatino. Vou fazer o post que vim aqui para fazer.


One Comment

  • Maria Papoila

    Não poderemos escolher? O que é real e o que é virtual?

Deixe um comentário