Levanto-me

para trabalhar tal como todos os dias. Tomo pequeno-almoço tal como ontem.
E tudo se vai repetindo como uma coisa repetida.

Porra, estou a viver um dia já vivido. Usado, gasto, um dia que já aconteceu.

Quero um dia novo. Um dia que não saiba a véspera.


6 Comentários

  • ana...

    sabe-me este sítio a algo que já conheço sem nunca o ter visto.

  • jessica vega

    que ganas de romper el dia viejo con las manos …y llenarme los bolsillos de tinta y poesia … como tu !

  • Tinta no Bolso

    palavra que adoro: ganas!e ao ler o comentário deu-me isso mesmo: ganasganas de falar, de fazer tudo o que me der na real ganaessa é a verdadeira alegria. sair das meias tintas

  • Tinta no Bolso

    vai até ao fundo do bolsoe fico com a mão toda cheia de tinta:-)

Deixe um comentário