Dia

e outro, e outro, e outro, e mais outro. Ah máquinas infernais, parem esse matraquear de dias sem fim.
Parem esse morrer e nascer incessante de coisas velhas.


7 Comentários

  • Just me

    É a “vontade” das máquinas que determina a estrutura e o comportamento social.Tenho uma vontade de pisar o risco, mas mora escondida, pois isso, é considerado como uma forma de alienação.Sinto-me um instrumento a ser usado por este sistema…

  • Tinta no Bolso

    somos todos. houve tempos em que se falava (a sério) em pauzinhoshoje, pelo menos para mim, resta-me assumir a mentira que sou

  • Vanessa

    Hoje é um mau dia para pensar nisto. Ou então dou em doida de vez. Também já faltou mais…*

  • *

    podes contar com a minha voz no coro do protesto.

  • Tinta no Bolso

    vanessa, em terra de loucos, sanidade mental não é coisa que se queira teré o admirável mundo novo, agora chamado de nova ordem mundial*, vou juntar um montão de tis(*) a fazer de estrelas aqui no blog :-)com poucas e honrosas excepções os únicos protestos que resultam não são vozes são lobbies

  • A estranha

    É fazer com que eles sejam novos, a Comissão para a paragem dos dias não está pelos ajustes e diz rejeitar o pedido… :)Beijos

  • Tinta no Bolso

    estranha, dado o estado actual das coisas já devia ter suspeitado. Sabes qual é o contacto da Comissão do Fazer os Dias Sem Contar o Tempo?

Deixe um comentário