• 12 Jul 2018

    Descompreender

    Há momentos em que descompreendo tudo. Não percebo o que vejo todos os dias e não percebo o que nunca percebi. Adoro esses momentos.

    Não sei o que são as coisas, nem como são, nem o que são, sinto-me tão próximo que me aquece a alma.

    O desafio é relacionar-me a cada minuto que passa com esse mundo geográfica e matematicamente inestético e compreensível.

    Porque daí depende a minha descompreensão.