Um amigo do peito deu-me a conhecer Rubaiyat. Vale a pena, claro.

Ninguém pode compreender o inefável.
Ninguém é capaz de ver o que se oculta detrás do aparente.
Todas as nossas moradas são provisórias, menos a última: a da terra.
Bebe vinho! Basta de palavras inúteis!

http://beminvitados.blogspot.pt

Padrão

Deixar uma resposta