4 comentários sobre “

  1. Acho que fingimos porque nos exigem o fingimento. Ou antes esperam de nós o fingimento. E nós a bem da normalidade e da paz, acedemos.

    Quando se está numa camioneta por exemplo, espera-se que uma pessoa entra por determinado sitio, se sente na cadeira normalmente, e se comporte adequadamente.

    Se entrar pela janela, me deitar na cadeira e cantar, e toda a gente se comportar assim de forma inesperada, seria a revolução social :)

Deixar uma resposta