Vinha a chegar ao escritório e ouço na rádio que dois meninos resolveram passar as suas noites a inventar um sistema para jogar bilhar. Uma câmara vê a posição das bolas e do taco e depois projeta na mesa a trajetória correta.

Já agora não querem inventar um robot para dar a tacada? É que então eu ficava um jogador do caraças.

Esses dois meninos devem saber muito de ciências mas não sabem nada do que é ser pessoa.

Nem devem ter nada melhor para se entreter á noite, e ainda bem.
É que á noite não quero um projector por cima de mim a dizer-me a melhor trajetória em função da posição das minhas bolas e taco.

Padrão

4 comentários sobre “

Deixar uma resposta