6 comentários sobre “Estou mal, bastante mal.

  1. suponho que tenhas rázon

    embora a 1ª fosse para ser a filosofia da relatividade, nascendo da coisa que é tudo uma treta e um gaijo ou gaija na se pode fiar em quase nada que pensa

    entreparentesis paragrafo

    na tens uma especie de best of das tuas cenas simples, prá gente ler?

    vou confessar uma coisa, achei aquilo com tanto sentido (ie gostei) que pensei que fosse citação de algures
    googlei a coisa e nicles.. é definitivamente uma coisa simples

    ia dizer + qq coisa, mas já não me lembro do que era, qd me lembrar vou tentar esquecer outra vez

  2. Se não tiver, deixa lá, não há de vir mal ao mundo por isso.

    Uma espécie de best of? Bem, só se experimentares clicar em 'Coisas minhas', dizem respeito a textos deste ano, mas são realmente as coisas mais minhas que ali tenho. O resto sou eu a esconder-me atrás de músicas e textos alheios.

    Agradeço que tenhas gostado. :) No entanto, seria incapaz de fazer passar o texto de outro por meu, por isso criei aquele selo, para marcar inequivocamente o que escrevo.

    Não passes pelo esforço de esquecer, mais vale que não lembres de todo. :)

  3. só falo em best of, por uma questão de consistência

    há tanta tanta coisa por todo o lado que o pessoal só quer os resumos ou que não tenha mais que duas linhas

    se for uma página, lê-se o principio e o fim, e pronto tá a andar, já se captou a ideia

    —-

    vou passar a ter atenção ao selo. caraças, assim até fica uma coisa importante
    deixa tar, vou comprar lacre, e já vais ver como ficam os meus! :D

    por vezes não é uma questão de querer usurpar o que é de outros
    pode ser respeito (cheguei à conclusão que se calhar tenho uma noção estranha de respeito)

    por vezes ponho em sitios vários coisas tão boas, mas mesmo tão boas, assim tipo ermesinde, que qualquer coisa que se ponha á volta do texto estraga aquele equilíbrio maravilhoso

    E por isso ponho mesmo só as palavras.
    O resto é distração. Se o autor é homem ou mulher, deste século ou do outro, que interessa perante aquilo que ele queria dizer naquele momento, por aquelas palavras?

Deixar uma resposta