Day of the wacko

Sei que não convenço ninguém disso, mas é muito divertido. O filme.

Meu companheiro de jornada, construiste um casulo de manias, no sufocante ritual da vida quotidiana.
E mesmo que isso te faça enlouquecer mais a cada dia, construiste com cuidado a muralha desses rituais.
Contra os ventos, as marés, estrelas e sentimentos. Custou-te muito esquecer, a cada dia, a tua condição humana.
Hoje, o barro que te dava forma, secou. Endureceu. Nunca ninguém conseguirá despertar em ti
um astrônomo… um músico… um altruísta… um poeta… um homem. Quem quer que venha a habitar em ti.

Padrão

Deixar uma resposta