As civilizações tecnológicas são mais vulneráveis. Mas, e a gente pode viver sem tecnologia?

Não há muito tempo para ler fosse o que fosse, usava-se um suporte chamado papel. Nunca vi um papel avariar ou crashar. Nunca tive que atualizar o papel para a última versão para evitar incompatibilidades com os dedos. Nunca desapareceu ao faltar a eletricidade ou a bateria. Nunca tive que ir pesquisar no google para tentar descobrir porque é que as páginas não viravam quando as queria virar. Já deixei cair em cima de folhas tudo o que se pode imaginar, líquidos e sólidos. Dormi em cima de papeis vários, vezes sem conta. Caíram da cama, da mesa, das mãos, até de varandas. A tudo resistiu.

Graças a deus inventaram os ebooks, claramente era preciso.

Padrão

Deixar uma resposta