Tudo o que faço parece escrito na areia, nem vale a pena fazer, para quê? Amanhã já ninguém liga nenhuma. Nem eu.
Há pessoas que parece que escrevem as coisas em pedra. Passado tempos e tempos ainda andam sempre com as mesmas histórias. Sempre a repisar a mesma coisa.

Gosto de escrever na areia as coisas da vida. No dia seguinte arregalo os olhos pelo prazer de poder repintar refazer como me apetecer. Um dia novo todos os dias. Para lhe fazer o que me der na gana.
De vez em quando relembro todos os bons momentos que tive ao longo dos tempos. Estão gravados na pedra mais inquebrável que há. Nunca os esquecerei. Sou eu que estou ali.

Padrão

Deixar uma resposta