mais merdas só porque não tenho mais nada para fazer (que queira), ou porque rebento se não o disser nem que seja para as paredes

dinheiro gera dinheiro. é básico, toda gente sabe.

que a pobreza gera maior pobreza já não é tão liquido. há quem ache que o sonho americano nos deve nortear. que quem tem qualidades vence.

eu pela minha parte acredito mais no galbraith, um gajo um pouco mais alto que eu. que a pobreza é um circulo vicioso.

para produzires mais umas coisas tens que comprar umas sementes y ou comprar uma máquina x.

se viveres nos us of a, a coisa se calhar nem te custa muito e se correr mal deixas de poder pagar a tv por cabo.

se viveres no djibuti tem que virar o mundo para conseguires obter as tais sementes ou máquina. e se correr mal, tás mesmo fodido. vais ver os teus filhos passar fome para não dizer mais.

qual deles vai arriscar? o que tem mais qualidades, como é óbvio…

até agora, nada de novo. há mais uns quantos desfasados da realidade que pensam da mesma maneira.

agora o que é giro, é que nas relações humanas a coisa se passa da mesma maneira que na produção humana.

um gajo ou gaja que esteja no top, basta respirar para a malta dizer bravo! o cristiano ronaldo disse numa conferência de imprensa que treinava com calças porque tinha frio e que isso viria numa capa nacional. e guess what? veio na capa duma revista de publicação nacional.

um gajo ou gaja que esteja em baixo, cada vez menos convicção terá na interacção com os outros. e cada vez será mais ignorado porque só destacamos quem se destaca, claro. o que ainda o atira ou a atira ainda mais para baixo.

se esta vida é uma merda porque é que quem acha que esta vida é uma merda ainda continua a gostar dela?

quem está na crista da onda compreendo. agora quem não está? não compreendo.

Padrão

3 comentários sobre “mais merdas só porque não tenho mais nada para fazer (que queira), ou porque rebento se não o disser nem que seja para as paredes

Deixar uma resposta