31 comentários sobre “É sabido

  1. just, idiotas somos nós.mas ainda bem, e ficamos assim.vanessa, foi mesmo burrice, olhei para o calendário e não reparei que já é maio!rio, obrigado e sou menino. pelo menos da última vez que reparei ainda era.franksy, não goza!!!;-)

  2. Tinta, o meu comentário não era ofensivo!Queria dizer que quando estamos apaixonados/amamos agimos de uma forma idiota, tola, mais impulsiva.Talvez seja igual às manhãs de Maio ou como esta manhã!Pelo menos falo por mim.;)

  3. E discordo em completo. Em Lisboa, por exemplo, as manhãs de Março cheiram a rua lavada. As de Setembro ao fim do Verão e têm ainda uma poeira fina do Verão que se arrasta. Em Julho as manhãs têm um aroma fresco que tempera os dias. O Sol das manhãs de Janeiro é um sorriso de bons dias que nos aquece inesperadamente e a chuva de Novembro aquece as manhãs na cama.Podia ficar aqui o dia todo.Sim, as de Maio não são más. Mas, unanimemente as melhores, só se não te quisesse contrariar.

  4. just, epah eu sei, e não levei para esse lado. aliás não sou assim tão fácil de ofender, tinhas que te esforçar mesmo :-)eu é que não expliquei bem. muitas vezes ponho um :-) precisamente para se ver que se está bem. o chato da escrita por este lado é que não se vê o tom da voz nem a expressão da caraaliás eu queria dizer exactamente a mesma coisa. ainda bem quando estamos idiotas. e era bom ficarmos assim.*, aiiii virgulas espaço entre sílabas. help, somebody, etc e talNão, goza. -> é para gozarNão goza. -> é para não gozare é isso que a franquinha tem que fazer!!!;-)vanessa, sério!!??!?!? normalmente diria que não, mas hoje também me confesso já um bocado confuso :-)joana, vocês combinaram, não foi? enquanto fui almoçar, vocês encontraram-se aí no café e combinaram dar cabo do último neurónio.5. E as de Setembro 6?? Pois, deve ser em Brighton:-)ahhhhhh voltas! a vanessa tem 5 voltas e em setembro 6!!! bolas, foi difícil…gosto de todas as manhãs, excepto quando tenho que meter dois palitos no olhos, passar o corpo pela lavagem automática e perder-me aqui no pardieiro. e não te quero contrariar:-)

  5. para mim não têm nenhuma sílaba. as mehores coisas sentem-se não se apelidam com nomes vãos!=) gostei do blog,voltarei certamente.

  6. Anónimo disse:

    Procura a resposta no livro “No Inverno de Maio” duma tal Vera Cunha (por sinal nova na escrita mas ao que parece promissora)Surpreende-te!Cumprimentos,Carlos CastanheiraNice Blog!

  7. cerejinha, para tudo há uma altura. para os sussurros e para os gritosangela, estou a adorar imaginar-te envergonhada :-)rio, não é pelo sabonete que te safas do caneco, não me vou esquecer :-)até pode ser lá na tua “casa” se disseres ao porteiro para me deixar entrar. é que o gajo diz que hoje é só por convite…

Deixar uma resposta