5 comentários sobre “

  1. “Desfaz a mala feita pra a partida !
    Chegaste a ousar a mala ?
    Que importa ? Desesperar ante a inda
    Pois tudo a ti iguala.
    Sempre serás o sonho de ti mesmo.
    Vives tentando ser,
    Papel rasgado de um intento, a esmo
    Atirado ao descrer.

    Como as correias cingem
    Tudo o que vais levar!
    Mas é só a mala e não a ida [?]
    Que há de sempre ficar !

    (Fernando Pessoa)

  2. Cris disse:

    Pousei as malas carregadas de escombros de mim mesma….
    Despi a roupa imunda que estava de outros passados….
    Olhei-me nua… senti-me leve….
    E assim lavada de outros tempos… perfumada de futuro….. parti leve…

Deixar uma resposta