Vaidade

Quando vejo links como este, ou quando leio alguns dos comentários que aqui me deixam, não sei bem o que sinto.

Saber que há 5 ou 6 mil pessoas que visitam astormentas por dia, dá-me a justificação para continuar. Haverá mil, quinhentas ou mesmo cem pessoas que o acham útil diariamente. Vale bem a pena.

Este canto é diferente. Tivesse um visitante por dia (e não anda muito longe disso), e não me faria diferença. Escrevo aqui para mim em primeiro lugar. Porque gosto, porque é diferente de tudo o resto que faço. Preciso disto.

É certo que houve gente que gentilmente deixou palavras muito simpáticas. Agradeço-lhes profundamente. Por cada uma dessas palavras.
Tenho a noção das proporções e sei que muitos dos elogios são claramente exagerados. Que algumas dessas mesmas pessoas que por cá passaram o merecem muito mais do que eu.

Regularmente me censuro pelo meu hábito muito pouco social de não retribuir a gentileza. É uma questão de execução porque o desejo de o fazer está cá.

Aqui fica o meu obrigado.

Padrão

3 comentários sobre “Vaidade

  1. A. disse:

    …e foi merecido Luis.
    Sem a menor dúvida.

    …e sem exageros.porque sempre o achei,mesmo quando ainda não vos tinha achado…Parabês.Sinceros.

    ana.

  2. Clara disse:

    Não gosto de blogs. Acabei aqui porque procurava por poesias, adoro poesias. E olha só o que eu encontro? Um blog que mudou meu conceito sobre blogs. Simplesmente apaixonante, maravilhoso. TUDO DE BOM… as imagens, as mensagens, as poesias. O que está nas entre linhas? Bem…. acho que fica por conta dos leitores….. simnplesmente apaixonante. Agora estarei sempre por aqui, pois virei sua fã.. rrrsss Um abraço e parabéns!!!!!

Deixar uma resposta