Um comentário sobre “sinto-me a morrer

  1. cris disse:

    sinto-me morrer… devagarinho…uma morte muito lenta, que me permite sentir cada punhalada, cada dor, cada desmoronar de ilusões e sonhos….
    Hoje sinto-me realmente morrer…
    Já nem tenho pena, não terei certamente saudade, nem lamentarei nada.
    Fiz o que senti, o melhor que soube e sempre, mas sempre por amor.
    Agora morro nesta vida… quando preferia estar no sol de outros tempos, “tostar” a alma para ficar mais bonita….
    Hoje morro e com esta minha morte inicio a caminhada, espero que o sol me aqueça…para que viva!

Deixar uma resposta