Procedimento 47/B

O ritual blogosférico raramente muda. Visita-se os blogs que nos atraem por um motivo ou outro, dá-se uma vista de olhos aos artigos do topo, e pronto.

Raramente os arquivos são visitados. Quanto muito têm direito a um relance, numa primeira visita, caso a coisa tenha agradado mesmo.

Ora isso quer dizer que não se deve escrever muito num curto espaço de tempo. Sob pena que artigos já de si obscuros, porque enterrados no turbilhão blogosférico, se tornem ainda mais obscuros porque enterrados no seu próprio blog.

Os blogs deveriam permitir, sem grandes mexidas, destacar alguns artigos para evitar que o tempo mate de igual maneira o mau e o menos mau. Seria assim uma espécie de “o melhor de”.

Padrão

4 comentários sobre “Procedimento 47/B

  1. Anonymous disse:

    Ora aqui está uma boa maneira de desencorajar… este texto! Será sarcasmo?!
    Bem, de qualquer forma, esta é a peculiariedade do nosso país: quando estamos prestes a desistir de ver algo intelectualmente interessante, eis k nos deparamos com um blog deste tipo. Espero que continue por cá…
    É bom para provocar a inércia cerebral!

  2. não é sarcasmo. é verdade.

    a maioria dos blogs, são lidos por ninguém ou pelos amigos.

    eu posto aqui, porque gosto, mas não tenho pretensões nem ilusões. Se meia dúzia de pessoas o virem, serão muitas.

    Não é essa a razão principal de postar. Mesmo que ninguém os visse, continuaria.

    Preciso fazer e ver o que faço. Entre os consumidores e os produtores quero estar do lado dos produtores. Entre assistir e intervir, quero estar com os interventores.

    A inércia incomoda-me. A passividade uma doença.

  3. Anonymous disse:

    De qualquer forma… visitarei assiduamente! Já dei também uma vista de olhos pelos outros blog… este é mais incisivo, mais activo, mais crítico… E parabéns também pelas fotografias! Muito boas… assumo que são do autor… Caso não sejam, continuam a ser boas. E uma boa ecolha.

Deixar uma resposta