Ao vestir o blusão

encontrei no bolso um recorte de jornal de 16 de Janeiro. Diz que Portugal é o país mais desigual e mais pobre da União Europeia. É mau. Mas pior, diz ainda que a diferença entre os mais ricos e os mais pobres tem aumentado desde 2001. Diz que dois milhões (!!) de pessoas vivem com menos de 350 euros por mês. Nem sei que dizer. Hoje vi nas “gordas” que os 8% de desempregados são na realidade mais de 10%, se contarmos com o sub-emprego e os formandos (que são desempregados encapotados). Li que os bancos não aceitam como cliente desempregados. Vou deixar de ler. Ou então leio só poesia, é menos deprimente….

Padrão

Deixar uma resposta