Jorge Palma

Não abdico de um momento de prazer genuíno, daqueles que eu digo: “Pá, estes momentos não se repetem!” É verdade. Quando se tenta repetir a festa, um momento ideal, um momento favorito, não se consegue. Pode-se ter a mesma mesa, os mesmo candelabros, a mesma música, a mesma pessoa, mas não se repete. Porque há momentos mágicos. E o que eu tenho procurado na vida são esses momentos mágicos.

Padrão

Deixar uma resposta